Meu Primeiro Kikito

    Como já contei em outro texto, desde criança tenho um grande fascínio por cinema e consequentemente pelo "nosso" cinema, sim , adoro o cinema nacional justamente por mostrar nossas "coisas".
   Quando eu tinha uns quinze anos um amigo de praia, daqueles que eu só tinha contato nos verões me contou que tinha visitado o Festival de Cinema de Gramado  e desde então isso se tornou um objetivo meu,e anos depois meus pais foram convidados por gente do "meio artistico e tambem foram à Gramado, minha curiosidade aumentou e muito, mas eu não queria simplesmente visitar o festival , eu queria fazer parte daquilo e isso , por incrivel que possa parecer aconteceu em 2011 quando fui figurante em um filme e fui ao festival pela primeira vez, foi quase tudo perfeito à não ser um detalhe. Por ter chegado tarde ao credenciamento as credenciais de todos os integrantes do filme não ficaram prontas mas acabamos ganhando convites e tivemos direito a tudo. Pois bem, em 2014 eu fui devidamente credenciado, tudo certinho, marcado, contatos feitos e aí sim tive a vivência no festival, um dos maiores do Brasil, senão o maior.
   Ano passado fui no lançamento como nesse ano mas acabei não podendo ir ao festival por outros compromissos, o curioso é que um outro pequeno objetivo começou a ser perseguido por mim, eu queria um kikito, em 2014 até ví que tinham alguns à venda, mas eu sabia que ele não resistiria a viagem até Porto Alegre e acabei não comprando. Mas quis o destino que hoje, ao ser convidado mais uma vez para o lançamento, ao sair do Capitólio, recebi esse pequeno Kikito das mãos de uma bela moça que me disse:-Uma pequena lembrança de nosso patrocinador. Mal sabem eles a felicidade que me prorcionaram, realizaram praticamente um sonho de criança e finalmente fui premiado com o troféu mais famoso do cinema nacional, tá certo, é de chocolate mas é um Kikito e é meu.
    O problema agora é tipo aquele da música do Gilberto Gil que fala do amor de um pescador por uma sereia, quando ele fica na dúvida se namora a moça ou se mata sua fome, no meu caso, como estou "gordinho" é uma grande tentação ter um chocolate legitimo de gramado em minha frente e não poder tocà-lo, pelo menos até agosto, é muita tentação, vou fazer que nem a música, vou ficar com a sereia, afinal de contas o amor sempre vence.

Comentários