Lionel Messi X Astor Piazzolla


     As grandes tristezas sempre foram relacionadas aos tangos argentinos, pois as letras melancólicas e tristes do tango trazem essa lembrança tão logo ouvimos a música.
   Recentemente a Argentina parou para fazer um pedido ao melhor jogador de futebol da atualidade, Lionel Messe que depois de três frustrações com a seleção argentina disse que não vestiria mais aquela camisa alvi azul.
   Mas se analisarmos a trajetória de Messi veremos que ela não é tão trágica assim, afinal de contas a equipe chegou na final das últimas três competições que disputou e afinal de contas é um jogo onde nem sempre o melhor vence, ou numa equipe de futebol nem sempre o craque tem a obrigação de vencer sozinho, embora tenhamos exemplos de jogadores que fizeram isso e esquecemos que o "sozinho", não existe no futebol quando onze jogadores entram em campo.
   Se Messi aos 29 anos acha que não ganhou nada com a seleção argentina, talvez ele não conheça a história de alguns grandes jogadores do Brasil que tambem nunca ganharam com a camiseta canarinho mas que mesmo assim continuaram a defender o País, e Messi tem ainda uma ou duas copas do mundo para tentar o título, fracasso? Três finais? Talvez seja muito perder duas vezes para o Chile que pela primeira vez em sua história conquistou um título com uma geração de jogadores que dificilmente contará nos próximos anos, Perder para a Alemanha uma final de copa do mundo onde muitos diziam que seria decidida com uma goleada? A Alemanha é disparada a melhor seleção do mundo e a não ser por algum grande erro deixa de ganhar algum titulo, está mais uma vez numa final , dessa vez da Euro, tem um grande time mas acima de tudo tem organização.
   Messi deve repensar sua decisão, não deve tornar essa derrota em um tango argentino, tem muita bola pra jogar e certamente o titulo virá.
   E quanto à Astor Piazzolla?foi um engano, eu quis salientar a morte de Carlos Gardel, que hoje completa 81 anos, gardel tinha nacionalidade argentina, mas nasceu na França e Morreu na Colômbia.

Comentários