Dia do Garçom-11 de Agosto

      Durante um bom tempo de minha vida, confesso que nem sei o porque, tive a vontadde de ser um garçom. Via cursos, mas não queria gastar para me qualificar, e um dia ao ver um anúncio onde uma entidade daria o curso de graça, me interessei, principalmente porque era praticamente ao lado de minha casa e finalmente fiz o tal curso.
   Primeiro dia de aula e os colegas foram chegando e uns dois ou três mostravam realmente uma vontade de se profissionalizarem, outro grupo de mais ou menos uns dez guris chegavam todos os dias de kombi, eram todos detentos da antiga febem, hoje fase, o que causou uma certa desconfiança nos demais, com o tempo acabaram se tornando bons colegas. Com a conversa diária acabei descobrindo que na fase eles ganhavam vários cursos profissionalizantes e a maioria não se interessava.
   depois de três meses dois deles acabaram fugindo e nunca mais foram vistos, mas só a alegria de dois deles no dia da formatura valeu a convivência.
  Quanto ao meu desejo de me tornar garçom, digo que ele foi se esvaziando durante o estágio quando percebei o quanto esses profissionais sofrem por fazerem parte de uma das profissões "invisiveis", aquelas em que ninguem vê e onde os profissionais não tem rosto.
  Outro fato que chamou a minha atenção foi o curriculo do professor que sonhava ser Mordomo em um grande hotel da serra e para isso faltavam alguns cursos. Incentivado por ele ainda fiz os cursos de Bartender, Barista, Sommelier, Chefe de Cozinha e Sushiman. enfim, me formei, me tornei garçom e nessa semana a data foi mais uma vez comemorada, e hoje, em relação ao professor eu só não tenho o curso de Maitre e ele até então não tinha o de Sommelier, Barista e Sushiman, coisas da vida.

Comentários