O Bairro que nasci


  O Bairro que eu nasci
sempre foi conhecido pelas ruas arborizadas
como a Goncalo de Carvalho
pela cristovão colombo, que ja existia antes da Revolucão Faroupilha
antiga rua da floresta(que originou o nome do bairro)
do Tepa, escola de teatro que ja revelou inumeros talentos globais
da chaminé da Brahma, unica lembranca da cervejaria
do zaffari que revolucionou o comercio local
dos misteriosos tuneis da cervejaria
dos restaurantes fredy, santo antonio e komka
dos seus mais de 15 mil habitantes
que foi fundado em 7 de dezembro de 1959
pelas obras do arquiteto Theodor Wiederspahn, morador do bairro
pelas casas de tango que nos faz sentir um pouco em Buenos Aires
pelo Morro Ricaldone, cheio de historias e misterios
pela casa centenaria da visconde do rio branco
pelos trabalhadores
pelos imigrantes alemães que aqui se instalaram
pelo jeito de interior que ele tem
pela igreja santa terezinha, pela igreja são pedro
pela festa do chopp na avenida
pela festa crianca na avenida
pela proximidade com o "bairro da nobreza", o moinhos de vento
pela proximidade com o centro
pela piada pronta em que perguntavam:
-vai pra floresta?então manda um abraco pro tarzan
pelos passeios de infancia dentro da unica cervejaria do mundo
localizada no centro de uma cidade
e que produzia a melhor guaraná do Brasil
e hoje é um shopping muito frequentado
pelos colegios floriano peixoto, batista(em que estudei), alem do são pedro
pela praca florida onde aos sabados jogava meu futebolzinho, junto a traficantes,
maloqueiros, guardadores de carro, gigolos...
pelo palacinho, onde nossos governantes vivem, ou viviam
pelas grandes boates, bem frequentadas pela alta sociedade gaucha
pelas calcadas da farrapos(primeira avenida pavimentada da cidade e que na epoca era a mais larga da cidade, que era um lugar elegante de morar), hoje meninas de muita beleza se vendem a baixo custo.
onde travestis provocam a populacão com gritos pelas madrugadas, mas mesmo assim nunca causaram tanto desgosto como nessa ultima semana em que dois homens foram assassinados, supostamente por nào entregarem seus carros, e bairro onde há alguns anos duas personalidades politicas foram executados.
sera que os moradores dessa bela região da cidade merecem ter o bairro citado como ö mais perigoso".
por causa de bandidos?
onde anda a seguranca publica?
 sera coincidencia que desde que foi implantada a vila dos papeleiros, a violencia aumentou?nem fechaduras temos mais em portões, roubaram tudo, estamos cercados por cercas eletricas e como dizem ha muito tempo, trancados em casa enquanto os marginais estão a solta...
nào sei se isso tem solucào, só espero que não deixem chegar ao ponto que chegou no Rio de Janeiro.
Só sei que continuo adorando meu bairro, SOU DA FLORESTA, o bairro que nasci.

Comentários